Polícia identifica responsáveis por tiros em grávida, em Belford Roxo

post-feature-image

BELFORD ROXO - A Polícia Civil identificou os responsáveis por uma tentativa de assalto que acabou com uma gestante baleada e que obrigou o bebê Antônio a lutar pela vida por 23 dias, após superar uma cesariana de emergência, na Baixada Fluminense. De acordo com o delegado Luís Henrique, da 54ª DP (Belford Roxo) dois homens e um menor foram apontados na investigação, que apura o caso, como sendo o trio disparou contra o carro dirigido pelo corretor Wallace Araújo da Silva,de 34, no Bairro Jardim Bom Pastor, em Belford Roxo, no último dia 12 de janeiro.

Na ocasião, Michelle Ramos do Nascimento, de 33, mulher do corretor, viajava no banco do carona e foi ferida por um tiro na cabeça. Grávida de 33 semans, ela foi levada para o Hospital Geral da Posse, em Nova Iguaçu, onde passou por cirurgia. A recuperação de mãe e filho, que não tiveram qualquer sequela após o período de internação, foi considerada um milagre pelos médicos.


Os dois homens já tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça e estão sendo procurados por policiais da 54ªDP. Seus nomes ainda não foram divulgados . Já o adolescente teria sido o autor do disparo que atingiu Michelle. Segundo a polícia, o jovem já participou de pelo menos outros quatro roubos.

— Foi uma investigação difícil. O crime aconteceu num lugar ermo com mata no entorno. Conseguimos chegar aos suspeitos através de um trabalho de inteligência. Já sabemos que o menor foi autor do disparo. Há contra ele dois mandados de busca e apreensão por conta de outros roubos — disse o delegado.

O roubo aconteceu quando Wallace e Michele estavam a caminho do trabalho. O carro dos assaltantes parou na frente do veículo dirigido pelo corretor, que não sabia se tratar de assalto, e por isso tentou fazer uma ultrapassagem. Neste momento, tiros foram disparados. Um deles, atingiu a cabeça de Michelle.

Em entrevista ao Extra, no último dia 7, o corretor disse ter pedido a Deus pela vida do filho e da mulher, enquanto uma ambulância percorria os 14 quilômetros que separam o local do assalto do Hospital Geral da Posse, em Nova Iguaçu, onde a mulher foi socorrida.

E que, durante o momento mais difícil, se agarrou a um salmo que o ajudou a fortalecer sua fé.

— Chorei durante todo o trajeto que a ambulância percorreu e pedi a misericórdia de Jesus pela minha família. Pela vida da Michelle e pela vida do Antônio, que naquele momento tinha só 33 semanas de gestação. Após a operação e o parto, os médicos disseram que já haviam feito o que podiam. A partir deste momento mais difícil, me agarrei ao salmo 121 que diz “levantai os olhos para os montes, de onde virá o meu socorro”. Para o povo de Deus, o monte significa dificuldade extrema. Disse na minha oração, meu monte está aí senhor! Não tenho duvida que a vida da minha mulher e do meu filho foi um milagre para glorificar o nome de Deus— disse Wallace, que é evangélico e frequenta a igreja Nova Vida, em Mesquita

Michelle e e Wallace são evangélicos e estão casados há oito anos. Marido e mulher disseram que já perdoaram os responsáveis pelo tiro que deixou Antônio entre a vida e a morte.

Via Extra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.