Light dá dicas de segurança com os enfeites para a Copa do Mundo


BELFORD ROXO - No mês de junho a Seleção brasileira inicia a sua busca pelo hexa campeonato mundial, na Rússia. Milhões de brasileiros estarão na torcida por Neymar e companhia na caminhada rumo à taça. Para fazer bonito na hora de torcer, sem esquecer da segurança, a Light dá dicas e orientações à população na hora de enfeitar as ruas.

O Gerente André Velloso da Light explica que muitos enfeites são feitos de materiais metálicos, que conduzem energia e, por isso, seu uso deve ser evitado: “Equipamentos colocados junto à fiação podem ocasionar acidentes e falta de energia”, alerta Velloso.

Por razões de segurança, apenas os funcionários da empresa, devidamente treinados e equipados, estão autorizados a acessar a rede elétrica.

“A Light também alerta para os riscos de acidentes e interrupções de soltar fogos de artifício próximo à rede elétrica. É fundamental festejar cada gol e cada vitória com segurança”, finaliza André.

Confira os cuidados ao selecionar adereços, como bandeirinhas, e também dicas sobre os locais onde os mesmos devem ser instalados:

►Bandeirinhas 

- Devem ser confeccionadas, preferencialmente, em plástico;
- Prendê-las sempre com barbante comum ou fitilho plástico;
- Nunca se deve usar fitas metalizadas, papel alumínio ou papel laminado, pois esses materiais são condutores de eletricidade;
- Arames ou fios de cobre, mesmo fininhos, são totalmente desaconselhados por possibilitarem, com maior facilidade, o choque elétrico;
- A amarração das bandeirinhas deve ser sempre feita de poste a poste, um metro abaixo da rede elétrica;
- É bom lembrar que mesmo a rede de baixa tensão (as que ficam mais abaixo no poste) e os ramais de ligação (que ligam a rede à entrada do medidor do consumidor) são extremamente perigosos, caso não sejam manuseados por pessoas especializadas e dentro das normas de segurança exigidas. 

►Bandeiras

- É perigoso, apesar de comum, que as bandeiras sejam colocadas atravessando as ruas, ficando assim levantadas de um edifício para outro. O perigo é que, caso haja chuva ou até mesmo com o sereno, elas aumentem seu peso e com isso os tirantes podem encostar na rede de média tensão (aquela que fica na parte mais alta do poste). Os tirantes molhados tornam-se condutores, podendo provocar curto-circuito, o que deixaria um bairro inteiro sem luz. Além de prejudicar a continuidade do fornecimento, esse tipo de ocorrência pode também ferir alguém, pois os condutores (fios) podem se romper e cair sobre pessoas e carros;
- O transporte de bandeiras também exige cuidados especiais. Os mastros metálicos (ferro, aço, cobre e alumínio) não podem ser utilizados. Qualquer contato com a rede elétrica poderá ser fatal para quem estiver portando a bandeira;
- Outro condutor de eletricidade é o bambu verde, principalmente se estiver molhado; 
- Os mastros mais recomendados são os de tubos plásticos ou de madeira comum seca. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.