Baixada Fluminense emplaca quatro deputados federais e 13 estaduais


BAIXADA - A Baixada Fluminense fez bonito nesta eleição, com vários prefeitos emplacando seus ungidos tanto na Câmara dos Deputados, como na Assembleia do Rio.

O prefeito de Belford Roxo, Waguinho (MDB), mostrou que tem poder de fogo: a dobradinha entre a mulher, Daniela do Waguinho (MDB) e o ex-vice, Marcio Canella (MDB), resultou em mais de 100 mil votos para cada um.


A cidade ainda manteve o mandato de Doutor Deodalto (DEM).

Em Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (PR) se deu bem: o vereador Juninho do Pneu, que entrou na nominata para dar uma força ao DEM.

Para completar, o desafeto Nelson Bornier (PROS) teve o registro de candidatura indeferido, enquanto Felipe Bornier (PROS) não conseguiu se reeleger.

Delegado Carlos Augusto será um fortíssimo
candidato a Prefeito de Nova Iguaçu
Em compensação, Lisboa pode enfrentar forte concorrência nas eleições municipais de 2020, caso o agora deputado estadual Delegado Carlos Augusto (PSD) resolva concorrer novamente à prefeitura.

São João de Meriti bombou nas urnas, elegendo quatro estaduais: vão se juntar a Marcos Muller (PHS) os vereadores Giovanni Ratinho (PTC), Valdecy da Saúde (PHS) e Leo Vieira (PRTB).

Todos já foram da turma do ex-prefeito Sandro Matos (PSD), mas pularam a cerca e se uniram ao atual alcaide, Doutor João (PSH), que ainda emplacou seu vice, Gelson Azevedo (PHS), na Câmara.

Washington Reis (MDB) cumpriu a promessa e terá dois irmãos diplomados: Rosenverg Reis (MDB) terá mais um mandato na Assembleia, enquanto Gutemberg Reis (MDB) vai estrear no Congresso.

Magé conferiu mais uma legislatura a Renato Cozzolino (PRP), que vai ter que dividir o plenário do Palácio Tiradentes com o adversário local Vandro Família (SDD), vice-prefeito de Rafael Tubarão (PPS).

Max Lemos (MDB), ex-prefeito de Queimados, garantiu sua vaga na Assembleia, onde vai conviver com André Ceciliano (PT), ex-prefeito de Paracambi.

Via Extra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.