Conselheiros tutelares são diplomados em Belford Roxo


BELFORD ROXO - O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) diplomou dez conselheiros tutelares, que terão mandato no próximo quadriênio 2020/2023. A cerimônia aconteceu na Câmara Municipal de Belford Roxo. Os diplomados foram Alexander Macedo, Cássio Silva, Daniele Sudré, Joice Souza, Lourdes Miheiros, Nininha, Pastor Luiz Carlos, Sônia Castro, Thiago Rocha e Vitão de Deus.

O Conselho Tutelar é obrigatório em todos os municípios, com eleições de quatro em quatro anos. Em Belford Roxo foi criado em 1995 e sua principal função é planejar, elaborar, acompanhar e fiscalizar as políticas públicas voltadas à infância e adolescência. O processo seletivo deste ano foi dividido em três etapas e começou em março com 56 inscritos. A primeira fase foi uma seleção documental, a segunda, uma prova sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a terceira, a eleição, que ocorreu no dia seis de outubro. A posse acontecerá no dia dez de janeiro de 2020.

A mesa foi composta pelo presidente do CMDCA Elisson Peres, o vereador Markinho Gandra, ouvidor geral Igo Menezes, secretário de articulação política Algacir Moulin e o conselheiro de direitos da criança e adolescente Enoque. “A eleição deste ano foi muito conturbada, tivemos inúmeros percalços. Porém, no fim de tudo, deu certo. Estamos felizes em poder estar diplomando mais dez conselheiros”, relatou Elisson.

Joice Souza, de 27 anos, terá o seu segundo mandato e foi a segunda mais votada com 457 votos. “Foi uma eleição dura e árdua, mas vitoriosa. É uma mistura de emoções, e meu intuito é fortalecer a base familiar, pois a criança e o adolescente precisam de uma estrutura forte em volta dela”, afirmou Joice.

Pastor Luis Carlos irá cumprir seu primeiro mandato e relatou que deseja somar ao grupo. “O maior propósito é fazer valer os direitos da criança e adolescente através de políticas públicas. Temos um grande desafio pela frente e pretendemos conseguir superá-lo”, afirmou Luis. O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) diplomou dez conselheiros tutelares, que terão mandato no próximo quadriênio 2020/2023. A cerimônia aconteceu na Câmara Municipal de Belford Roxo. Os diplomados foram Alexander Macedo, Cássio Silva, Daniele Sudré, Joice Souza, Lourdes Miheiros, Nininha, Pastor Luiz Carlos, Sônia Castro, Thiago Rocha e Vitão de Deus.

O Conselho Tutelar é obrigatório em todos os municípios, com eleições de quatro em quatro anos. Em Belford Roxo foi criado em 1995 e sua principal função é planejar, elaborar, acompanhar e fiscalizar as políticas públicas voltadas à infância e adolescência. O processo seletivo deste ano foi dividido em três etapas e começou em março com 56 inscritos. A primeira fase foi uma seleção documental, a segunda, uma prova sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a terceira, a eleição, que ocorreu no dia seis de outubro. A posse acontecerá no dia dez de janeiro de 2020.

A mesa foi composta pelo presidente do CMDCA Elisson Peres, o vereador Markinho Gandra, ouvidor geral Igo Menezes, secretário de articulação política Algacir Moulin e o conselheiro de direitos da criança e adolescente Enoque. “A eleição deste ano foi muito conturbada, tivemos inúmeros percalços. Porém, no fim de tudo, deu certo. Estamos felizes em poder estar diplomando mais dez conselheiros”, relatou Elisson.

Joice Souza, de 27 anos, terá o seu segundo mandato e foi a segunda mais votada com 457 votos. “Foi uma eleição dura e árdua, mas vitoriosa. É uma mistura de emoções, e meu intuito é fortalecer a base familiar, pois a criança e o adolescente precisam de uma estrutura forte em volta dela”, afirmou Joice.

Pastor Luis Carlos irá cumprir seu primeiro mandato e relatou que deseja somar ao grupo. “O maior propósito é fazer valer os direitos da criança e adolescente através de políticas públicas. Temos um grande desafio pela frente e pretendemos conseguir superá-lo”, afirmou Luis.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.