Inocentes de Belford Roxo lança selo pelos 20 anos de Jaçanã como porta-bandeira


BELFORD ROXO - Para celebrar os 20 anos de Jaçanã Ribeiro como porta-bandeira, a Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo criou um selo comemorativo para marcar esse acontecimento tão importante na vida da porta-bandeira, na história do Carnaval e da própria agremiação.

O selo foi confeccionado pelo jovem designer Leandro Santos e retrata algumas expressões de Jaçanã, durante passagens na Avenida Marquês de Sapucaí.

"É muito importante esse momento marcante, na trajetória dessa mulher guerreira, determinada e dona de total domínio da dança. Nós sentimos muito felizes por tê-la em nossa escola, pelo quinto ano consecutivo. Sempre ao nosso lado nos bons e maus momentos com um sorriso e uma palavra de incentivo. Pensamos em várias maneiras de homenageá-la, mas queríamos algo que ficasse eternizado. Logo surgiu a ideia do selo, que foi aprovada por todos e que para nós representa todo o carinho que sentimos. Pedimos a todos que a aplaudam, pois apesar de passar por muitos obstáculos na vida, ela nunca deixou de acreditar na arte do bailado da porta-bandeira. Parabéns, Jaçanã pelos 20 anos de amor ao samba" declarou o presidente da Inocentes, Reginaldo Gomes.

O amigo e mestre-sala Carlos Eduardo Daniel, o Moskito falou da sua história com a amiga Jaçanã..

"Nossa história começou em 2002, no Dia do Mestre-sala e Porta-bandeira, quando recebi um convite para ir no Império Serrano em uma comemoração. Chegando lá fui conduzido a um camarote em que estava a primeira porta-bandeira da Alegria da Zona Sul, Jaçanã Ribeiro com sua filhinha de apenas quinze dias. Ela foi ao meu encontro e perguntou se eu era o famoso Moskito, pois eu seria seu par na Alegria. Eu ri, pois na época o Salgueiro não abria mão da exclusividade. Mas na verdade acabei indo realmente dançar com ela e nasceu uma amizade eterna. Batizei sua filha Victória e Jaçanã mais tarde batizou minha filha Maria Eduarda, desde então nunca mais nos largamos. Tomamos muitas vitaminas de banana, na padaria Santo Amaro, ficamos várias vezes na madrugada esperando ônibus, dividimos muitos almoços e jantares. Estou muito honrado em participar dessa homenagem pelos seus 20 anos de bailado como guardiã de pavilhão de escola de samba. Eu me orgulho em fazer parte de sua vida e o sentimento que tenho por toda sua família é amor sincero.

Çanã para todo sempre serás minha irmã, mãe, comadre e confidente. Que venham mais 20 anos. Eu respeito e admiro todas as porta-bandeiras que bailaram comigo, e peço a Deus e aos orixás, que as protejam. O destino me deu três irmãs: minha irmã de sangue Vanessa Priscila, Jaçanã Ribeiro e Roberta Freitas.

Minha comadre, quero desejar que seu prêmio maior por tudo que você representa para o samba, seja a nota máxima, no desfile. Você minha amiga de fé e irmã camarada, amiga de tantos caminhos e de tantas jornadas... Parabéns! finalizou emocionado o mestre-sala da Acadêmicos de Santa Cruz e Beija - Flor de Nilópolis, Moskito.

O primeiro mestre-sala da Inocentes de Belford Roxo, Douglas Valle, também falou de sua parceria com Jaçanã.

" Estou em êxtase com meu coração explodindo de felicidade por este momento glorioso de Jaçanã ser o responsável de conduzi-la e cortejá-la por todo o Sambódromo. A sensação que sinto é inexplicável e só tenho que agradecer a Deus por ter colocado essa super amiga e profissional de alto nível na minha vida. Ela é uma das melhores porta-bandeiras do carnaval, pois tem técnica, postura, elegância, garra, simpatia, beleza e vasta experiência na função. É um privilégio ser seu parceiro, quando comemora os 20 anos de bailado. Sempre quis dançar com ela, sentia que havia uma química entre a gente. E acertei em cheio, a cada dia é mais prazeroso ensaiarmos e tudo flui normalmente em perfeita harmonia. Ganhei uma cúmplice, não tomamos nenhuma atitude sem consultarmos um ao outro e decidir a melhor solução. Essa profissional de fibra, valente, doce e suave nos torna seus verdadeiros irmãos. Tenho certeza que quando pisarmos na Passarela do Samba com o Pavilhão Azul, Vermelho e Branco, sob os olhares, de todos iremos coroar com as notas dez, o vigésimo aniversário de trabalho pelo samba dessa querida artista.

Jaçanã, você merece muitas homenagens de todos os sambistas que conviveram e convivem contigo e viram como você é grandiosa. E vamos juntos fazer o melhor desfile de nossas vidas. Inocentes rumo a vitória!", falou emocionado o primeiro mestre-sala da Inocentes de Belford Roxo, Douglas Valle.

O enredo da agremiação para 2020 tem como título "Marta do Brasil – Chorar no começo para sorrir no fim.", do carnavalesco Jorge Caribé. Que é uma homenagem à mulher brasileira exemplificada pela maior artilheira de futebol do mundo, a jogadora Marta da Silva.

A Escola da Baixada será a segunda agremiação, a desfilar no Sábado de Carnaval, no Sambódromo pelo Grupo de Acesso.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.