Educação de Belford Roxo implementa projeto contra bullying


BELFORD ROXO - A Secretaria de Educação de Belford Roxo realizou reunião intersetorial para ajustar os últimos detalhes para a implementação do projeto “Bullying não é brincadeira”. Posteriormente, acontecerá um encontro com os professores e orientadores da rede para que o projeto seja encaminhado a todas as 86 unidades escolares e elas desenvolvam durante o ano, ações de boas práticas e prevenção educativa contra o bullying e a exploração infantil. A culminância será realizada no dia 26 de maio com exposições e palestras sobre a saúde emocional do educador e aluno.

O objetivo é que o projeto alcance a todos os 45 mil alunos da rede, desde o primeiro segmento onde serão trabalhadas diferentes dinâmicas. A questão da internet também será trabalhada entre os jovens, principalmente a sua influência com brincadeiras perigosas e a maneira de como isso se propaga rapidamente. Os alunos aprenderão a lidar com esse tipo de ferramenta.

“No passado, o bullying era tratado como brincadeira ou coisa de criança. Mas esse assunto é muito sério e não deve ser encorajado ou acobertado, pois afeta o psicológico das pessoas”, destacou a chefe do setor Pedagógico, Simone Ramos. “Esse olhar de cuidado e orientação também deve chegar no agressor, na pessoa que pratica o bullying, pois se tem toda uma história para que ele tenha esse tipo de atitude”, acrescentou Maria Inês Canário, que também trabalha no setor pedagógico. Participaram também os professores de história Leonardo de Almeida, Denise Lessa e Auzemir Gondim.

Guarda Presente nas escolas

O projeto “Bullying não é brincadeira” vem para complementar um dos projetos da Guarda Civil Municipal, o “Guarda Presente nas escolas”, onde alunos de 11 a 15 anos de escolaridade tem aulas voltadas para as diversas formas de bullying, além de abordar temas como ética, drogas, cidadania, segurança e história da cidade. O projeto já beneficiou mais de cinco mil alunos da rede.

Com a parceria da Secretaria de Educação, a discussão sobre o bullying será levada a outros segmentos e tratada em todas as unidades escolares simultaneamente. “Iremos intensificar ainda mais nossas palestras visando uma maior prevenção. Iremos também buscar capacitar o corpo docente das unidades escolares”, informou o inspetor de Planejamento e Projetos da Guarda Municipal, Egídio Soares, que também participou da reunião.

Além disso, um novo procedimento vai entrar em ação, o POP (Procedimento Operacional Padrão) para o atendimento nas ocorrências escolares. A guarda também disponibiliza o telefone 153 para ocorrências que pode ser acionado por telefone fixo e móvel, de qualquer ponto da cidade, durante 24 horas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.