Mãe de atleta de Belford Roxo, da base do Flamengo, morre após ser internada com Covid-19


BELFORD ROXO - Débora Barcellos, mãe do atacante Ronald, que ano passado atuou pelo sub-17 do Flamengo, é mais uma vítima fatal do coronavírus no Rio de Janeiro. Ela, que tinha 39 anos e morava na comunidade Gogó da Ema, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, morreu nesta quinta-feira (07/05). 

A mãe de Ronald era a grande entusiasta da carreira do atacante. Ela havia feito o exame para Covid-19 e estava entubada há uma semana, mas não resistiu. 

Amigos da família se reuniram, orçaram o valor para o enterro e entraram em contato com o Flamengo para saber se ajudará nas despesas. O clube informa que todo o suporte e apoio foram e estão sendo prestados à família desde o momento da internação. 

“O Clube de Regatas do Flamengo lamenta profundamente a notícia do falecimento de Débora Barcellos, mãe de Ronald Barcellos, atleta das categorias de base do clube, por complicações em decorrência de suspeita de Covid-19.

O Flamengo, que tem prestado todo o suporte desde o momento anterior à internação de Débora, se solidariza e deseja força aos familiares e amigos nesse momento tão difícil”.

Ronald despertou interesse do Flamengo depois de ser o artilheiro, com sete gols, e eleito o craque da Taça das Favelas 2019 pelo Gogó da Ema. Ele assinou contrato de três anos com o clube e fez parte do time que conquistou o Brasileiro da categoria. 

Via Globo Esporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.