Samba e enredo da Inocentes de Belford Roxo vira Patrimônio Imaterial de Magé

Prefeito Tubarão e equipe com o presidente Reginaldo Gomes

BELFORD ROXO - O enredo e o samba de 2018 da Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo; "Mojú, Magé, Mojúbà - Sinfonias e batuques", tornaram-se patrimônios imateriais do município de Magé. O decreto foi assinado nesta sexta-feira (9), pelo prefeito Rafael Tubarão, E foi aplaudido por sua equipe e pelo presidente administrativo da Escola de Belford Roxo, Reginaldo Gomes..

"A Inocentes está levando o nome do nosso município para o mundo, através da transmissão do desfile para TV e outros meios de comunicação. Estamos muito felizes com a homenagem a nossa cidade e a divulgação de sua importância na cultura e história do cenário brasileiro", disse o prefeito Rafael Tubarão.

Na última semana o prefeito esteve no barracão de alegorias da escola, em Santo Cristo e ficou contente com o trabalho artístico do carnavalesco Wagner Gonçalves e com a seriedade que estava sendo desenvolvido o enredo.

"Fomos pegos de surpresa com essa honraria e nos sentindo emocionados com o reconhecimento feito pelo povo de Magé, representado pelo prefeito Tubarão. Estamos fazendo o possível e o impossível para colocar na avenida um espetáculo digno e grandioso. O enredo de autoria de Wagner Gonçalves e o samba dos compositores Claudio Russo e Andre Diniz, agora fazem parte da história de Magé. Só tenho a agradecer ao prefeito e dizer que vamos lutar pelo campeonato. Axé Magé!", declarou o presidente da Inocentes Reginaldo Gomes.

A agremiação irá desfilar, na Marquês de Sapucaí, na madrugada de sábado (10) para domingo, as 2h da madrugada em homenagem aos 452 anos de fundação de Magé.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.