Taxa de incêndio 2018 deve ser paga até 18 de maio

Pagamento da taxa de incêndio é obrigatória em todo estado do Rio de Janeiro.
Pagamento da taxa de incêndio é obrigatória em todo estado do Rio de Janeiro. 
Foto: Márcio Alves / Agência O Globo

BAIXADA - O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) já começou a enviar os boletos da taxa de incêndio 2018. Nas redes sociais, um vídeo circula comparando uma conta fraudulenta com outra verdadeira. De acordo com a assessoria da instituição, o conteúdo é antigo e, este ano, ainda não foi detectado nenhum golpe envolvendo a taxa de incêndio.

Os valores do tributo variam entre R$ 30,07 e R$ 1.804,29, com vencimentos agendados entre os dias 14 e 18 de maio. Os recursos da taxa de incêndio, obrigação tributária no estado do Rio de Janeiro, são aplicados no reequipamento operacional, na capacitação e atualização de recursos humanos, além da manutenção do Corpo de Bombeiros e dos órgãos da Secretaria de Estado da Defesa Civil.

Quem não receber o boleto, tiver dúvidas quanto à sua veracidade ou quiser antecipar o pagamento, pode consultar o site do Fundo Especial do Corpo de Bombeiros (Funesbom) e imprimir a segunda via. Para isso, é necessário informar o número de inscrição predial, que consta do carnê do IPTU, e o município. Caso o contribuinte não consiga quitar a dívida até a data do vencimento, também será necessário emitir um novo documento no site.

Aposentados, pensionistas e portadores de deficiência física, proprietários ou locatários de um único imóvel residencial, com até 120 metros quadrados, e com renda de até cinco salários mínimos, além de igrejas e templos de qualquer culto, são isentos da contribuição. Para ter direito ao benefício, o CBMERJ exige a apresentação de prova dos pré-requisitos.



COMO SABER SE O BOLETO É VERDADEIRO

PESSOAS CADASTRADAS NO FUNESBOM


-A cobrança deve começar com o número 237 

-No boleto, deve constar o CPF ou CNPJ 

-Pagável em qualquer banco até o vencimento

PESSOAS COM DADOS DESATUALIZADOS NO FUNESBOM
-A cobrança deve começar com o número 856 

-No boleto, não consta o CPF ou CNPJ 

-Pagável, exclusivamente, em agências do banco Bradesco

Via: Jornal Extra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.