Belford Roxo lança campanha contra Aedes Aegypti


BELFORD ROXO - De olho no próximo verão, a Prefeitura de Belford Roxo, através das Secretarias de Saúde, Executiva de Controle de Zoonoses e Vetores e ainda da Mulher, iniciou a ação de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor de várias doenças. A abertura da campanha “Dengue, Zica, Febre Chicungunya e Febre Amarela: essa Guerra é de todos nós – Belford Roxo na Luta contra as Arboviroses - aconteceu na Praça de Heliópolis e reuniu cerca de 60 agentes de endemias que visitaram domicílios e distribuíram folhetos educativos para a população, explicando as formas de combate à essas doenças. Ao todo, foram 18 quarteirões e 1.395 imóveis visitados somente no bairro. 

Durante todo o verão, equipes do município estarão percorrendo os cerca de 230 mil imóveis, divididos em 30 bairros, levando informação à população, verificando e eliminando os focos do mosquito. De janeiro a outubro de 2018, de acordo com fonte da Secretaria Municipal de Saúde, foram notificados 124 casos de zika vírus, 302 casos de febre amarela, e 285 casos de dengue na cidade. No próximo dia 6, a ação vai acontecer no bairro Vila Pauline. 


Segundo o secretário-executivo de Controle de Zoonoses e Vetores, Rodrigo Ferreira de Santana, é necessário que a população faça a sua parte. “O verão é a época do ano em que ocorre maior proliferação do mosquito, por isso temos que fazer a prevenção o mais rápido possível. Os moradores devem ficar em alerta, não deixando, por exemplo, água parada em casa. A “guerra” contra o Aedes aegypti é de todos nós, disse o secretário.


O diretor do Departamento de Controle de Vetores, Admilson Figueiredo, reforçou que a população tem um papel fundamental no combate ao mosquito. “São apenas 10 minutos do dia que podem salvar vidas. Deixar as caixas d´águas e galões bem vedados, deixar calhas e ralos limpos e com telas, não acumular água parada, por exemplo, são ações que fazem toda a diferença e podem salvar vidas”, enfatizou Admilson.

O chefe do Departamento de Controle de Zoonoses, Alexandre Pinheiro, também falou da importância de ações como esta. “No verão, os índices das doenças crescem, por isso todo cuidado é pouco. Em alguns casos essas arboviroses podem levar à morte. Por isso a necessidade da prevenção”, explicou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.