Belford Roxo continua com a vacinação antirrábica


BELFORD ROXO - A Prefeitura de Belford Roxo, através das Secretarias Municipais de Saúde e Secretaria-Executiva de Controle de Zoonoses e Vetores, iniciou no último sábado, a Campanha de Vacinação Antirrábica Animal (cães e gatos). Com o objetivo de proteger o maior número possível de animais contra a doença, o município disponibilizou cerca de 55 postos de vacinação, 60 mil doses de vacina, além de 292 profissionais envolvidos na campanha. Ao todo foram vacinados um total de 45.704 animais, sendo 43.200 cães e 2.504 gatos. A campanha vai acontecer até o dia 4 de janeiro.

CONFIRA OS POSTOS DE VACINA:


A campanha foi aberta no Colégio Estadual Presidente Kennedy, no bairro Piam, um dos polos de vacinação, pelo secretário de Saúde, Vander Louzada, e pelo secretário-Executivo de Controle de Zoonoses e Vetores, Rodrigo Santana. A campanha também foi acompanhada pelo secretário-adjunto de Saúde, Jadir Elias, pelo secretário-Executivo de Atenção à Saúde, Fábio Saraiva e pelos técnicos Admilson Figueiredo, Alexandre Pinheiro, Alexandre Araújo e Jessica Martins, entre outros. 

Segundo Vander Louzada, é importante cuidar e manter em dia a saúde dos animais. “Juntamente com o prefeito Waguinho, temos uma grande preocupação com a saúde dos animais e também da população. A vacina é uma única forma de combate à raiva, que pode ser fatal”, frisou o secretário de Saúde. De acordo com Rodrigo Santana, os moradores, que, por algum motivo não vacinou o seu animal, deve leva-los a um dos postos de vacinação. “A raiva é uma doença transmitida pela saliva infectada que entra no corpo por meio de uma mordida ou pele lesionada e em alguns casos, pode levar a morte. A vacina é a única forma de prevenção”, explicou.

Adriano da Costa, de 72 anos, levou o seu cão para se vacinar. “Quando soube da vacina não pensei duas vezes e levei o meu cão para o posto. É muito importante cuidar da saúde do animal”, frisou o aposentado. Dilson dos Santos, de 50, também não perdeu a chance de vacinar seu cão. “A vacina é muito importante. É a única forma de prevenção. O animal infectado, se não tivermos o cuidado, pode morder e causar sérias complicações aos humanos”, disse.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.