Passistas da Inocentes de Belford Roxo levarão para avenida stiletto de Beyoncé


BELFORD ROXO - A Ala de Passistas da Inocentes de Belford Roxo resolveu mais uma vez inovar na avenida. Agora vai unir o samba no pé com passos de stiletto, um estilo de dança que tem como base o universo feminino, unindo três características indispensáveis: a sensualidade, a elegância e o salto alto. Está modalidade de dança teve inicio no Broadway Dance Center, em um estúdio de Nova York (EUA). E compreende movimentos dos braços e das pernas inspirados em ritmos como jazz, vogue e hip hop.

-" O stilletto veio para reforçar a expressão corporal e facial dos passistas, aprimorando o samba no pé, sem perder a identidade de brasilidade. Tenho formado bailarinos a anos e acredito que a renovação e reciclagem ajudam a manter vivo o nosso bailado nas quadras e desfiles. A inspiração para realizar essa união de movimentos veio quando durante os ensaios observei algumas meninas realizando gestos idênticos ao género americano. Usei seus gestuais para gerar um estimulo e desempenho maior ao dançar. Fui em algumas academias de nossa cidade para assistir as aulas de alguns profissionais e finalmente fiquei sem dúvidas que a dança que seduziu as cantoras Beyoncé, Anita e outras mais, era super bem vida em nossa ala. Estamos sendo instruídas e orientadas pela excelente profissional, a professora e bailarina, Cristina Mendes, que disponibilizou sua academia e seu tempo para que pudéssemos aprimorar os fundamentos do ritmo nascido na Broadway Dance. Em um dos refrões do nosso samba-enredo realizaremos a coreografia baseada no stiletto. Estou amando essa experiência e sei que os passistas da Inocentes irão encantar o público"- declarou, Tina Bombom, presidente da Ala de Passistas da Inocentes de Belford Roxo.


Sempre procurando inovar, no Carnaval de 2015, Tina Bombom, no enredo da Escola de Belford Roxo em homenagem a Nelson Sargento, compositor e baluarte da Estação Primeira de Mangueira, lançou o quadradinho de quatro, que é um passo de funk, em um dos momentos da apresentação de seu grupo.

A Ala de Passistas Belforroxense, no próximo Carnaval virá no terceiro setor, cujo o nome é "Em busca da botija perdida", e representarão 'as estrelas de Salomão", que estampam as vestimentas dos cangaceiros. Antes de desenterrar uma botija, há de se desenhar uma estrela no chão, como símbolo de respeito a alma da fortuna perdida.
O enredo da agremiação para 2019 tem como título: "O frasco do bandoleiro (baseado num causo com a boca na botija)", do carnavalesco Marcus Ferreira. Que conta a lenda em que o bando de cangaceiros comandados por Lampião, escondiam seus tesouros em botijas, no sertão do nordeste.


A tricolor da Baixada será a sexta a desfilar na Sexta-feira de Carnaval, no Sambódromo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.