Mutirão da Saúde leva atendimentos a São Leopoldo em Belford Roxo


BELFORD ROXO - A Secretaria de Saúde de Belford Roxo realizou, do dia 11 ao dia 15 de março, o mutirão da saúde no bairro São Leopoldo, com atendimentos para a população. O projeto tem a finalidade de levar serviços básicos de saúde a localidades de difícil mobilidade no município. A cada semana, ação vai ficar em um local diferente. Em média, a equipe de saúde atende 150 pacientes por dia. A partir da próxima segunda-feira (18), o mutirão será realizado no bairro Gogó Bom Pastor (Avenida Coelho Branco, s/n, próximo à Escola Municipal Julieta Rego Nascimento) e ficará até a sexta-feira (22).

De acordo com o secretário adjunto de Saúde, Fábio Saraiva, o mutirão visa alcançar as comunidades de difícil acesso. “Por determinação do prefeito Waguinho, estamos levando a ação nas comunidades onde o acesso à saúde, que é um bem necessário, é difícil. Iniciamos o projeto em Vila Pauline, depois fomos para o Castelar, encerramos a semana em São Leopoldo e iremos para o Gogó da Ema”, explicou. Fábio ainda informou que para ser atendido são necessários o CPF, identidade, comprovante de residência e o cartão do SUS (que pode ser feito na hora durante a ação). “Durante a semana, a equipe faz tratamento de diagnóstico e temos atendimento de clínica médica, pediatria, nutricionista, psicólogo e todas as sextas-feiras, no final da ação, realizamos a coleta de exames”.

O líder comunitário, Everton Menezes, mais conhecido como Dudino, destaciu a ação da Prefeitura no bairro. “Depois de muito os moradores pedirem a ação, conversei com o vereador Eduardo Araújo que solicitou o mutirão para a comunidade, que é muito carente de serviços voltados à saúde. Agora, os moradores estão satisfeitos e contando as horas para a inauguração da unidade básica de saúde na região”, exaltou.

Através de uma amiga, Edna Regina Veloso, 58 anos, soube do mutirão e aproveitou para cuidar da saúde. “Achei a ideia do projeto maravilhosa. Aproveitei para fazer exame de sangue e a carteira do SUS. O atendimento e os funcionários são ótimos, nos tratam com muito carinho. Estou amando o mutirão!”, disse empolgada.

Moradora do bairro Santa Maria, Magali da Mota, 50, foi até a comunidade para fazer também um exame de sangue completo. “O mutirão é maravilhoso. Tem que ter muito amor e preocupação para fazer isso, pois muitas pessoas não tem nem dinheiro de passagem para ir aos locais que também oferecem atendimento à população”, disse.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.