Adolescente é apreendido adquirindo produtos dando golpes na internet em Belford Roxo


BELFORD ROXO - A polícia prendeu na noite de segunda-feira um grupo de jovens na Baixada Fluminense que se beneficiava de produtos adquiridos por golpes na internet. As fraudes eram feitas por um adolescente que domina a programação virtual. Ele identificava vulnerabilidades em diversos sites de compra, obtinha logins, senhas e dados de clientes cadastrados e fazia compras naquelas em que houvesse crédito disponível.

O delegado titular de 54ª DP, Mauro Cesar da Silva Junior, calcula que os desvios foram superiores a R$ 15 mil. "Não dá para precisar porque eles já praticavam o crime há mais de seis meses. Pela quantidade de etiquetas que pegamos, podemos falar em, pelo menos, 15 mil reais", diz.

A investigação conduzida pela 54ª DP (Belford Roxo) começou após o alerta do proprietário de uma empresa transportadora de mercadorias de Belford Roxo. Ele desconfiou do esquema quando reparou que duas entregas estavam no nome da mesma pessoa e tinham o mesmo endereço, mas os CPFs e telefones eram diferentes.

Segundo a polícia, o adolescente e o comparsa Rafael de Souza Gomes das Chagas escolhiam os produtos, pagos com os créditos das vítimas, e alteravam nome, endereço de entrega, e-mail e telefone de contato do cadastro. Apenas com o número do CPF verdadeiro dos compradores, os jovens conseguiam efetuar as compras, que eram entregues na casa do Rafael Chagas. O adolescente já havia sido apreendido pelo mesmo motivo e queria despistar a investigação.

A maioria dos produtos ficava com os dois. Quando eram revendidos, o lucro era repartido. Em outros casos, o adolescente e Rafael ofereciam mercadorias a Walter Matheus Conceição, amigo dos dois.

Na casa do adolescente foram apreendidos diversos produtos, além do computador utilizado para as fraudes, que possuía criptografia para esconder os programas utilizados.

Nas casas de Rafael e Walter Matheus, a polícia encontrou vários produtos adquiridos com a fraude, muitos deles ainda em embalagens originais.

Rafael foi preso por estelionato e Walter por receptação. Eles serão encaminhados à audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça.

O adolescente G.R.C. foi apreendido por fato análogo ao crime de estelionato e será encaminhado ao membro do MP com atribuição para a matéria.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.