Violência contra a mulher é tema de seminário em Belford Roxo


BELFORD ROXO - No Dia Internacional de Conscientização de Combate à Violência Contra a Mulher, a Guarda Civil de Belford Roxo realizou o seu 1º Seminário da Patrulha Maria da Penha. O evento, além de comemorar dois anos do projeto de enfrentamento à violência contra a mulher belfordroxense, tratou de vários assuntos relacionados ao tema.

O encontro contou com a participação de representantes de outras guardas municipais do estado, autoridades e de especialistas em tratamento e acompanhamento às vítimas que sofrem todo o tipo de agressão física ou psicológica.

Num primeiro momento, foi analisada a atuação da Patrulha Maria da Penha, de Belford Roxo. A guarda municipal Érika Viana, uma das quatro integrantes do grupo que atua no município em defesa da mulher, lembrou da importância do trabalho que a equipe vem realizando nesses dois últimos anos.

Thiago Silva, inspetor e responsável pelo planejamento de projetos da Guarda Municipal, inclusive o que criou a patrulha, disse que essa vitória é das mulheres de Belford Roxo. “Há dois anos, quando criamos a Patrulha Maria da Penha, sabíamos dos desafios que iríamos encontrar. Acho que os bons resultados podem ser medidos pelo número de mulheres atendidas por esse programa”, resumiu Thiago Silva.

Alessandra Batista, secretária da Mulher de Belford Roxo, enfatizou em seu discurso que a mulher precisa entender o que se passa ao seu redor, “mas, que para que isso ocorra, é preciso que ela conte com uma rede de ajuda e proteção oferecida pelos órgãos públicos”.

Violência doméstica

Uma outra importante participação no seminário foi a de Neuseli Daris Pereira, integrante da Patrulha Maria da Penha, de Duque de Caxias. A experiente guarda relatou uma série de sintomas que podem ser identificados na mulher vítima de algum tipo de agressão física ou psicológica. “A violência doméstica é o pior crime que pode ser cometido contra a mulher”, disse Neuseli Daris. 

O psicólogo Marcos Aurélio do Nascimento Santos, da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, abordou sobre a inteligência emocional. A enfermeira Tatiane Firmino, falou sobre a saúde da mulher. E a Master Coach (especialista em treinamento) Sabrina Ferreira disse como deve ser o trabalho com a autoestima, no desenvolvimento feminino. 

Além dessas pessoas, estiveram presentes ao evento o chefe da Guarda Civil Municipal, Fábio Souza; o chefe de divisão da Secretaria de Segurança, Thiago Carvalho; a comandante da Guarda Civil de Nilópolis, Vivian Cristina Freire; a diretora-geral da Unidade Básica de Saúde (UBS), do Lote XV, Lilian Cristina Azevedo Cruz; Emanuelle Santos, que representou o Fórum de Belford Roxo; Maria das Graças de Souza Ferreira, uma das coordenadoras da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap); Daniele Neves, representante da Secretaria de Segurança Pública de Angra dos Reis; e Cláudia Rodrigues, coordenadora da Guarda Municipal de Mesquita.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.